[#NaNoDicas] Entrevista com Aline Valek

A NaNoWriMo acabou. Tenha sido um mês de escrita intensa, de muita criatividade e pouca escrita, ou mesmo de pura procrastinação, espero que você tenha se divertido um pouco com o desafio – e que isso tenha ajudado você a entender mais sobre o seu processo de escrita. Para encerrar o ciclo de entrevistas da NaNoDicas, acompanhe esse papo com a autora Aline Valek, que publicou seu projeto de NaNo – As Águas Vivas Não Sabem de Si – pela Rocco.
Leia mais...

[Resenha] A Canção das Sereias

“Existe algo de curioso a respeito do tédio: ele faz a coisa mais boba parecer interessante”. É com essa descontração que Renan Santos nos apresenta à A Canção das Sereias – sua noveleta introdutória ao universo de Erys, publicada em 2017.

Leia mais...

[#NaNoDicas] Entrevista com Thiago D’Evecque

Com duas noveletas publicadas – a mais recente delas lançada em agosto deste ano – Thiago D’Evecque é um dos melhores escritores nacionais que temos na atualidade – no que vale a minha opinião. Limbo, sua primeira noveleta, foi escrita durante uma NaNoWriMo. Hoje ele divide conosco um pouco dessa experiência, e deixa dicas para quem precisa de incentivo durante essa NaNo 2017. Confira:

Leia mais...

[#NaNoDicas] Prepare-se para a NaNoWriMo 2017

É isso: em dois dias começa a NaNoWriMo 2017, um dos eventos mais aguardados por autores de todo o mundo. Durante Novembro, esses escritores estarão focados em atingir a meta do evento: escrever uma história de 50 mil palavras. Um objetivo ambicioso.

 

Como uma boa maratona, a NaNoWriMo é fértil em gerar questionamentos, desde “qual a voz adequada para esse personagem” a “devo inserir um plot twist nesse ponto?”. São provocações importantes mas que, de alguma forma, já fazem parte da rotina de um escritor. Contudo, há duas perguntinhas espinhosas que são bastante típicas desse evento. A primeira delas é se dá pra misturar café com Red Bull e Coca-Cola sem morrer 30 dias são suficientes para atingir a meta. A outra, tema da #NaNoDicas desse ano, é:

O que eu devo fazer depois que terminar o meu projeto da NaNoWriMo?

Pensando nisso, entrevistarei ao longo do mês três autores publicados que já participaram de edições anteriores da NaNoWriMo. Eles falarão um pouco sobre sua rotina de escrita, o desenvolvimento da ideia e o processo de publicação. Portanto, fique de olho nas próximas publicações. Até lá, aproveite para escutar o podcast do Curta Ficção sobre os melhores hábitos de escrita para garantir uma NaNoWriMo de sucesso.

Já participou de outras edições da NaNo e quer compartilhar sua experiência? Teve seu projeto publicado e gostaria de participar das entrevistas? Não faz ideia do que é a NaNo e quer saber mais sobre? Não se acanhe e fala comigo.

Prepare seus kit de sobrevivência, verifique se há café suficiente em casa e #váescrever.

Leia mais...

[Entrevista] Apoie Estações de Caça

Ouça quatro canções, quatro vidas e quatro estações da época em que os deuses andavam sobre a terra.

Estações de Caça é o novo projeto de Lauro Kociuba, autor de A Liga dos Artesões. Ambientando no Reino Unido do século X, a história acompanha o protagonista Haakon em um paralelo às estações do ano – cada fase representando um novo aprendizado em sua vida. Embora o livro faça parte do Universo Alvores, a obra é independente – não exigindo a leitura de nenhum conto ou livro anteriores. Atualmente, o projeto está disponível para apoio no Catarse. A meta é arrecadar R$ 12.780 até 04/08. O valor será utilizado para custear as despesas com gráfica, recompensas, ilustrações, etc. Tudo muito bem explicadinho lá no espaço do projeto.

Leia mais...

[Notícia] Conheça o Pacotão Literário: o Humble Bundle da literatura nacional

O mercado literário brasileiro é, naturalmente, um ambiente hostil para autores publicados por Editoras, que enfrentam problemas como a baixa receptividade do público nacional, a pouca verba para marketing, além do espaço de exposição limitado nas grandes livrarias. Essa questão se agrava quando falamos de autores autopublicados, que contam basicamente com a disposição em “fazer seu nome” com muitas promoções, distribuição gratuita de obras, muito networking em eventos e a ajuda da comunidade indie. Portanto, é preciso criar alternativas que fortaleçam a comunidade literária independente, aumentando a penetração das obras existentes.

Leia mais...

[Resenha] Lobo de Rua – São Paulo revelada

“O registro da desgraça eterna do menino não podia ser mais apropriado: manchando sua cama improvisada, a lágrima de sangue simbolizava, ao mesmo tempo, o desamparo de seu presente e a maldição que o aguardava no futuro.”

Em um canto qualquer nas ruas de São Paulo, um garoto de rua sofre. Está doente e sente dores. Pessoas passam por ele sem percebê-lo – ele é invisível. Um indigente. Para quem conhece a rotina paulista – ou de qualquer outra grande capital – a cena é quase corriqueira. E é em cima dessa aparência de coisa comum que a autora Janayna Bianchi Pin molda o universo de Lobo de Rua. A história gira em torno de Raul – um garoto de rua como muitos que você já viu por aí – que descobre sofrer de uma terrível maldição: a licantropia. Exatamente: Raul é um lobisomem.

Leia mais...